Privação de Sono

Privação de Sono – Consequências da Privação de Sono


Se você quer saber sobre Privação de Sono, suas causas, reconhecer como ela existe ou não, e como lidar com ela, fique até o final deste artigo que a psicóloga Eliane Aversa, especialista em Sono, vai abordar sobre isso.

Quando falamos em privação, sempre vamos nos lembrar de algo que falta na nossa vida, algo muito importante, então, esse é o conceito geral de privação.

Os efeitos da privação do sono são inúmeros, tanto em animais quanto em seres humanos e pensando nesse conceito, vamos descrever o que é a privação de sono e quais são as consequências que ela causa.

O que é a Privação do Sono?

A privação de sono é uma condição de não ter duração ou qualidade de sono adequado para manter um estado bom de vigília, de alerta, de desempenho, de saúde. Ela pode ser ainda crônica ou aguda, e vai variar muito dependendo dessa gravidade.

Teste de Insônia
Teste que tem objetivo de quantificar o grau de insônia da pessoa.

Então, sabemos que o sono é primordial para nossa saúde física e mental, e que os horários de dormir, de acordar, a quantidade de horas necessárias para cada um de nós e para cada noite é completamente individualizado.

Um tempo de sono considerado normal é dormir de 07 a 09 horas por noite, de acordo com Fundação Nacional do Sono (National Sleep Foundation) e Academia Americana de Medicina de Sono (American Academy of Sleep Medicine). Mas nem sempre esse padrão é cumprido; mesmo com tentativas enormes das pessoas de se adaptarem às exigências sociais, a saúde fica cada vez mais prejudicada.

Um estudo em base populacional confirma que mais de um terço da população relata dormir menos de 07 horas por noite e esse número tem aumentado anualmente. Então, vamos encontrar alguns fatores associados à privação de sono.

Casei com um profissional do ronco... E agora ?
Este livro conta a jornada de uma esposa que sofre com o ronco de seu marido e como que ela fez para lidar com a Apneia do Sono de seu marido.

Fatores Associados à Privação de Sono

Atualmente, o ritmo da sociedade é muito agitado, alucinante, e além desse ritmo, as pessoas embasam suas vidas em cima de crenças, que podem ser tanto positivas para a vida, para o sono, como disfuncionais.

Então, por exemplo, viver intensamente e aproveitar todo o tempo que a pessoa tem para assimilar rapidamente um número maior de informações são o que muitas pessoas estão vivendo hoje, pode ser um dos fatores ligados ao sono.

Outro fator são as redes sociais somadas a essa globalização, as exigências cada vez maiores do trabalho, de estudo, começa a envolver competitividade, fazem as pessoas optarem por dormir pouco.

Insônia é algo mais sério do que você imagina!
Dormir mal pode tornar a sua vida um caos. Agende uma consulta e torne suas noites mais pacíficas.

Dormir menos do que se necessita significa não cumprir as funções do nosso corpo como acontece no período de sono. Por exemplo, com a privação de sono, funções hormonais, memória, uma reparação física e psicológica vão deixando de acontecer e os prejuízos passam a ser irrecuperáveis dependendo do tempo de exposição.

O sono depende do nosso ritmo circadiano, que é o nosso relógio biológico, e ele equilibrado pela nossa fisiologia, mas também ter um sono bom ou ruim vai depender, ele pode ser alterado por hábitos regulares, tanto saudáveis quanto inadequados, respectivamente, e assim se tornar algo aprendido e perpetuado.

Ou seja, se nós tivermos hábitos melhores de sono, isso vai ser aprendido e vamos manter essa continuidade. Se tivermos hábitos inadequados, eles vão, de fato, comprometer o nosso sono e a nossa quantidade de horas dormidas.

Privação de Sono

Consequências da Privação de Sono

Tem também as consequências da privação de sono. Quais seriam? A perda ou uma má qualidade do sono pode causar sonolência excessiva, principalmente diurna, aumentando as chances de ocorrerem acidentes de trânsito, de trabalho, principalmente aqueles trabalhos operacionais.

Pode acarretar também sérios problemas de saúde, como diabetes, doenças cardíacas, arritmias, pressão alta, aumentando inclusive o risco de morte.

Quando nós não dormimos bem ou dormimos pouco, começa a alterar vários hormônios, um deles pode ser o cortisol, que é o hormônio do estresse, que tem correlação. Quanto mais ele é aumentado, nós temos mais chance de ter depressão, ansiedade, hipertensão, obesidade e até diabetes tipo II.

Uma perda de sono agrava muito os sintomas da depressão – falando em depressão – e com ela também fica muito difícil adormecer. Então, se tratarmos as doenças de base, como depressão e ansiedade, o que nós vamos ter? Uma melhora do quadro de sono e vice-versa. Melhorando também na higiene do sono, um sono adequado, nós melhoramos o estado de depressão.

Alterações de memória acontecem com muita frequência como consequência da privação, porque a memória é consolidada durante o sono REM e dentro desse sono que é onde acontecem os sonhos. Se tivermos menos tempo de sono, esse sono REM pode ser diminuído, prejudicando a nossa confirmação da memória mesmo.

Pode acontecer também – uma das consequências, uma coisa bastante interessante – perda de sono. Ela pode provocar ganho de peso corporal, ou seja, duas substâncias são envolvidas: uma delas é a leptina, que sendo reduzida é responsável pela saciedade, e tem a grelina, que é responsável pelo aumento da fome. Então, essa é uma das consequências do porque dormir pouco, dormir mal, podemos engordar.

Causas de Privação de Sono

Ao falarmos em causa, podemos citar alguns distúrbios do sono propriamente ditos, ou seja, já ter algum sintoma, como insônia, despertar precoce, um sono interrompido e dificuldades de adormecer.

Alterações clínicas também, tanto quanto alterações de saúde, as clínicas, as cognitivas, as próprias alterações endócrinas, doenças reumatológicas, como a fibromialgia que é associada a dor e a insônia, doenças psiquiátricas, destacando a ansiedade e depressão, podem ser causas de privação de sono.

E também o que podemos falar é sobre os hábitos inadequados para o sono. Para muitas pessoas, não dormir pode ser inadmissível, tem uma questão muito potencializada em relação a isso ainda. Mas para outras, dormir também pode ser considerado perda de tempo; então é quando nos referimos às crenças positivas ou disfuncionais ligadas ao sono.

Tratamentos para Privação de Sono

Os tratamentos que podemos ter, depois de sabermos um pouquinho sobre as consequências da privação, o que é, as causas, normalmente consistem em Terapia Cognitiva-Comportamental para as insônias, modificando comportamentos inadequados, adquirindo novos hábitos.

E crenças em relação ao seu próprio sono e aos aspectos sociais da própria vida que são modificáveis: tempo muito estendido no trabalho, tempos de finais de semana; a rede social, estender até muito tarde da noite; e tudo isso pode ser aprendido e modificado à medida que a pessoa passa por um treinamento. E ainda as farmacoterapias – então, tratamento das condições clínicas e psiquiátricas através de medicamentos que são envolvidos.

Espero ter ajudado vocês nesse mais um nosso conteúdo. Dê um like e continue a acompanhar mais artigos como esse, ligados ao assunto de Medicina do Sono.

Assista ao vídeo e saiba mais:

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Sobre o Autor:
Eliane Aversa Lopes

CRP: 06/10.857

Psicóloga da UNIFESP. Especialista no setor de distúrbios do sono, Psicoterapia Cognitiva-Comportamental, Tabagismo e Terapia de casais.









Gostou do artigo? Deixe o seu comentário:

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Não é permitida publicidade (links, banners, etc) na plataforma. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?