Eletroneuromiografia (ENMG)

Eletroneuromiografia (ENMG)

Os exames de eletroneuromiografia consistem em estudos do comportamento elétrico dos nervos e músculos, mediante estímulos elétricos superficiais, na captura dos mesmos e no registro da atividade elétrica dos músculos tanto em repouso quanto em atividade, por meio da inserção de agulhas de registro nos músculos, então são estudadas:

Miopatias:
Miopatia primárias (fibra muscular) como a distrofia muscular de Duchenne.
Hiperexcitabilidade da membrana celular do músculo: Miotonia congênita e a distrofia miotônica.
Miastenias: miastenia gravis e paralisia hipocalêmica.

Neuropatias:
Mielopatías (envolvendo corno anterior da medula): Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)
Radiculopatias: hérnia de disco, herpes zoster
RadiculoneuropatiaSíndrome de Guillain-Barré, Polineuropatia Inflamatória Desmielinizante Crônica (CIDP)
Neuropatias (desmielinizante ou axonal): As polineuropatias como a diabética e a alcoólica,  as mononeuropatias como o túnel do carpo ou a neuropatia compressiva do fibular e as mononeuropatias múltiplas como na Hanseníase

Apesar de choques e agulhas fazerem parte do exame, é um exame bem tolerado e o incômodo é muito passageiro. A grande maioria dos pacientes repetiria o exame tranquilamente, caso seja necessário.

Eletroneuromiografia (ENMG) ENMG de membros inferiores e membros superiores: exame que avalia a condução elétrica dos nervos periféricos, tanto na condução sensitiva (sensibilidade), quanto motora. Também é avaliada a atividade elétrica do músculo tanto em repouso, como em esforço. Sempre são estudados os principais nervos e músculos dos braços e pernas. É possível realizar diagnósticos de neuropatias como a polineuropatia por deficiência de Vitamina B12 (Degeneração combinada) ou pelo vírus HIV, mononeuropatia como túnel do tarso ou até mesmo neuropatia múltipla por Hepatite C, radiculopatia como quando a raiz nervosa é comprimida por uma estenose de canal ou forame, devido artrose ou um tumor,  ou até mesmo uma mielopatia como no caso de infecção pelo vírus HTLV

Eletroneuromiografia (ENMG)  ENMG para disautonomia: é exame de ENMG para estudo de achados disautonômicos no qual é realizado um estímulo elétrico e leitura posterior do reflexo sudomotor que vem em resposta ao impulso. Na presença de uma leitura alterada é possível registrar a disautonomia. Além disso, a avaliação autonômica é feita também através do eletrocardiograma de repouso e durante determinadas manobras (respiração profunda, ortostase e manobra de valsalva), obtendo inúmeros dados que poderão ser avaliados em conjunto e fornecer maiores informações acerca do funcionamento (ou não) do sistema nervoso autônomo.

Eletroneuromiografia (ENMG) ENMG para mapeamento de distonia: O mapeamento para distonia é o exame no qual é colocada a agulha concêntrica nos músculos desejados a serem estudados e nos seus antagonistas ou músculos espelhos, (como o músculo do pescoço do lado direito e o espelho do lado esquerdo). Nesse processo são anotadas as atividades distônicas (Distonias) de cada músculo individualmente. Assim é possível escolher perfeitamente quais locais devem ser aplicada a toxina botulínica para o tratamento da distonia.

Eletroneuromiografia (ENMG)  ENMG da face: permite estudar a condução nervosa do nervo facial, como nos casos de paralisia facial, dos músculos da face como em certas distrofias musculares ou mesmo na miastenia gravis, dos músculos da língua como na ELA. A ENMG da face também reflexos de piscamento para verificar integridade do trigêmeo e facial.

Eletroneuromiografia (ENMG) ENMG de fibra única: O estudo de fibra única no qual é localizado um único potencial motor, inervado por uma única fibra muscular, sendo então estudadas o padrão de contração e a variação desta resposta através de uma contração voluntária leve e contínua. Na miastenia gravis esse é um exame que auxilia no diagnóstico dos casos mais duvidosos, principalmente nos quadros restritos à região ocular por exemplo. Pois existem diferenças importantes entre estimulação repetitiva e fibra única.

Eletroneuromiografia (ENMG)  ENMG para avaliação de tremor/ distúrbio de movimento: estudo distúrbios do movimento é realizado através da captação da atividade de contração voluntária (cãibra do escrivão ou tremor tarefa-dependente) ou involuntária (tremor essencial, parkinsoniano, postural). Este estudo auxilia na determinação da frequência do tremor e na relação com atividade ou não. Vale ressaltar que esta avaliação não é diagnóstica para tremores, uma vez que estes são, em geral, de origem no sistema nervoso central.

Exames realizados por Julianne Cordenonssi, Vanessa Tarazona e Marcelo Megale

Referência:

Manual de eletroneuromiografia, Jun Kimura: https://jamanetwork.com/journals/jamaneurology/article-abstract/575571

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?