Tratamento psicológico para a dor

PsicologiaQual o papel do psicólogo na equipe de tratamento da dor através da psicologia? A dor é interpretada no cérebro, então pessoa com problemas neurológicos podem acabar não sentindo essa dor. O psicólogo e outros profissionais vão abordar esse problema em relação ao seu funcionamento. Porque é preciso entender de onde aquela dor vem e como ela ocorre.

É importante que seja feito esse trabalho junto com o paciente, modificando sua percepção, entendendo como aquele quadro doloroso é visto, que simbolismo é dado etc. Essas coisas irão interferir muito na questão de melhora dele em relação aquela dor.

 

Duração do tratamento psicológico

A duração do tratamento psicológico depende muito do próprio paciente e da avaliação que é feita, não existindo um período mínimo. Alguns protocolos de psicoeducação, onde será abordado todas as orientações em relação a dor, é feita em torno de 8 semanas. 

Várias questões que serão abordadas dentro desse processo psicoeducativo ligado a dor. Porém o tratamento de mudança de comportamento para se manter sem dor, vai depender do próprio engajamento e interesse do paciente. Porque alguns quadros dolorosos vão sendo construídos pelo tempo de vida que o paciente tem. Sendo assim os tratamentos não são tão rápidos quanto o paciente provavelmente gostaria que fosse.

Tratamento psicológico para a dor

Qualquer psicólogo pode atender pacientes com dor?

Tratamento psicológico para a dorA resposta para esta pergunta é não. Existem muitos psicólogos trabalhando com tratamentos de dor. Mas para isso é necessário ter um conhecimento e fazer uma especialização, fazer um curso que capacite etc. O psicólogo não tem dúvida que o paciente realmente sinta a dor.
Por isso é super importante entender que não existe a possibilidade de dividir se a dor é física ou mental. Porque na verdade quem sente é um indivíduo e se ele tem ou não um diagnóstico, a percepção da dor é a informação que o paciente da do sofrimento que ele está vivenciando. Portanto sempre será considerado que esse paciente esteja sentindo dor.

Quem sente mais dor?

DorUma das coisas que já foi visto em várias pesquisas é que os hormônios femininos são mais suscetíveis a fazerem as pessoas sentirem mais dor. Ou seja, mulheres e animais fêmea vão ter mais sensibilidade em relação a dor. Por isso a maioria dos quadros dolorosos tem um impacto maior nas mulheres.
No entanto isso é um dado estatístico, contudo um dado estatístico leva em questão o geral e não o particular. Por este motivo é importante dentro da sua avaliação, dentro do contato com o seu profissional da dor, você se permitir ser avaliado. E com isso entender as diferenças que vão ter em relação a esse dado estatístico não se encaixando em dados de forma fria. Porque cada pessoa é diferente da outra tendo tratamentos diferentes.

Então uma coisa importante para avaliar em relação ao paciente é a questão como ele lida com a doença, quais os impactos que foram causados entre outros. Portanto será avaliado todos os núcleos, os aspectos importantes que o paciente tem para entender como é o impacto da dor na vida dele. Um outro aspecto que é colocado e também é muito importante, é o paciente entender que alguma coisas serão mudadas em sua vida.

Psicologia

 

Não espere a dor se tornar muito frequente para buscar atendimento médico. Procure um especialista e evite a automedicação.

Autora: Andrea Cristina








Gostou do artigo? Deixe o seu comentário:

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Não é permitida publicidade (links, banners, etc) na plataforma. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?