Evitar o Envelhecimento

Como Evitar o Envelhecimento


Se você quer saber o que é possível fazer para Evitar o Envelhecimento, fique até o final deste artigo, que o Dr. Willian Rezende do Carmo, médico neurologista, fundador da Clínica Regenerati e que no seu canal do YouTube fala sobre Dor, Sono, Parkinson, Emoções e Neurologia Geral, vai abordar sobre este assunto hoje.

O que é Possível Fazer Para Evitar o Envelhecimento?

Já sabemos o que são os Aspectos do Envelhecimento, o que é Envelhecer Biologicamente e agora vamos falar sobre coisas práticas a serem feitas para evitar o envelhecimento. Existem coisas ligadas ao estilo de vida e aos medicamentos, aos suplementos, etc.

Em relação ao estilo de vida saudável, todo mundo sabe que melhora e a pessoa envelhece melhor, bem e menos. Mas quais são os principais aspectos que têm evidência científica para esse bom envelhecimento?

Estresse de Restrição Calórica

Um dos primeiros que tem maior evidência e até mesmo ganhou um Prêmio Nobel recentemente, a respeito da apoptose programada celular, que é a morte de células, de maneira programada – das células que não estão tão bem, já estão um pouco defeituosas – quando apresentam certo tipo de estresse, que é o estresse de restrição calórica.

Check list de sintomas de doença de Parkinson
Um questionário com lista de sintomas que podem estar associados ao Parkinson

A restrição calórica é um processo conhecido por ativar os genes de sobrevivência. O que é isso? É quando o corpo está tendo pouca comida e começa a ativar uma genética de várias células que acionam genes – que normalmente ficam silenciados quando têm comida em abundância – para poder detectar e ver qual é a célula que biologicamente falando não é tão boa, para sacrificá-la e produzir energia.

Isso acaba fazendo uma limpeza no que há de células ruins (negativas). E isso consegue-se de diversas maneiras, desde que a pessoa coma menos, tenha uma dieta com restrição calórica ou faça jejuns intermitentes.

O jejum intermitente ficou muito famoso entre as pessoas que querem emagrecer, mas para ser feito da maneira correta, é preciso ter uma orientação e ser bem feito, ou seja, não é simplesmente parar de comer por conta própria. Caso contrário, ele pode provocar o estresse celular, ativar os genes de sobrevivência e isso causar a apoptose programada.

Dicas do cotidiano e para a casa do Parkinsoniano
Esse livro trás importantes orientações sobre como é possível melhorar o ambiente do paciente Parkinsoniano para que ele tenha um dia-a-dia mais fácil e agradável.

E também, simplesmente pondo uma dieta um pouco abaixo do que é a necessidade biológica do corpo. Por quê? De maneira geral, as pessoas acabam consumindo muito mais energia do que o corpo precisa. E esse excesso de calorias altera toda a sinalização da glicose, da insulina e até mesmo da sobrevivência celular.

Qualidade da Dieta

Além da restrição calórica, temos a qualidade da dieta. Não é só comer poucas calorias, mas também a qualidade do que se come. É extremamente importante não comermos gordura trans; alimentos ultraprocessados, carbonificados e/ou defumados, ou em processos de conservas químicas bem agressivas, etc. Mas é muito difícil de tentar resumir toda a ópera do que é a qualidade de uma dieta boa ou não, especialmente, porque existem muitos aspectos disso.

Dieta Mediterrânea

O que foi feito de conceito geral e simples que traz uma ideia boa do que é uma dieta saudável, que proporciona longevidade e mantém a mente funcionando bem ao longo do tempo, é a dieta mediterrânea, que é baseada em peixes, muitas saladas, grãos e nozes, vinho, boa gordura e gordura vegetal.

Doença de Parkinson é muito mais que tremores
O Parkinson se não for tratado, pode até invalidar o usuário! Não arruine sua vida por causa de uma doença, venha na Regenerati!

Eles utilizam muita gordura e gordura vegetal, como a de azeite de oliva, de castanhas, entre outros vegetais. É muito comum ter abacates e oleaginosas vegetais também. Isso é uma boa dieta, traz nutrientes bons, inflama menos o intestino e é muito menos processada.

O álcool em doses baixas e regulares, especialmente, o vinho, também tem efeitos benéficos. Ele mantém os vasos mais abertos e ajuda a ter menor entupimento das artérias. E no resumo global, uma boa dieta seria a mediterrânea e um ato desses traz também uma longevidade.

Higiene do Sono

Também como aspecto muito importante para a longevidade é o sono, porque durante ele é que o cérebro se regenera. Foi descoberto, se eu não me engano, em 2015 ou 2016, o sistema glinfático. Isso é uma coisa nova, não sabia-se que tinha um sistema parecido com o sistema linfático, que é o sistema imune, que entra no sistema nervoso para fazer uma limpeza – uma higiene do cérebro – especialmente e exclusivamente durante o sono e o sono profundo – de ondas lentas.

Então, se a pessoa tem um tempo de sono total encurtado ou superficial, há pouca limpeza do cérebro. Logo, é extremamente importante ter um sono muito bom, tanto em qualidade quanto em quantidade, para que tenha janela de oportunidade para o sistema glinfático realizar a limpeza do cérebro, de todas as toxinas, proteínas mal formadas e de tudo que há de negativo e danoso ao cérebro.

E não só no cérebro, mas essa limpeza acontece no corpo também, de diversas maneiras, durante o sono de ondas lentas, que é o sono profundo. Portanto, uma higiene do sono é extremamente importante para evitar o envelhecimento. E a higiene do sono, eu falo em outros artigos, tem vários aspectos, desde os hábitos de dormir até o ambiente, a luminosidade, o som, a higiene mental do sono, a percepção da qualidade, a respiração e vários outros que ajudam a manter a pessoa bem durante a noite.

Exercícios Físicos

Eu falei da restrição calórica, da dieta mediterrânea e da higiene do sono. Outra coisa que mantém o corpo bem e que ajuda a espantar o envelhecimento é a atividade física. Os exercícios físicos põem a máquina para funcionar.

O corpo foi feito para ser utilizado, para caminhar, correr, trabalhar – utilizar os músculos – e quando você não utiliza os mesmos, acelera o processo de envelhecimento, de desuso. Praticamente qualquer aparelho, como qualquer matéria viva ou qualquer matéria existente no planeta: se fica parado, vai sofrer na intempérie, acaba sofrendo a entropia e vai ter uma tendência maior de ser degradado.

Manter algo vivo e inteiro é um processo ativo, e a atividade física estimula o fator de crescimento celular e a melhor sinalização da glicose, da insulina; ela melhora a sinalização da inflamação, se feita da maneira correta. Lógico que pode ter exercícios em que a pessoa fica inflamada.

Às vezes, ela até deseja isso para poder ficar inchada, mas a atividade física simplesmente no sentido de manter-se saudável, diminui a inflamação dela. Tanto que naquelas que têm doenças inflamatórias crônicas, reumatológicas ou fibromialgia e enxaqueca crônica, por exemplo, os exercícios ajudam a desinflamar e até mesmo a melhorar dessas patologias.

Mas o cerne da questão é que hoje sabe-se que ela estimula a produção do BDNF, que é um hormônio do crescimento de neurônios. É um fator neurotrófico de crescimento neuronal – ela estimula o crescimento dos neurônios. E a atividade física mantém os neurônios jovens e o restante do corpo também, assim como a parte cardiovascular, porque precisamos dela também para permanecermos jovens.

E fazer atividade física é bom como um todo, mantém a pessoa jovem. Mas desde que consiga manter uma regularidade e uma quantidade moderada de exercícios que não estresse o corpo.

O infográfico abaixo resume os aspectos apresentados até aqui:

Evitando o envelhecimento

Evitar o Estresse Crônico

Também existe um importante aspecto de evitar o estresse crônico. O estresse é um conceito de física. Se você submete o metal a um estresse, você pode dobrá-lo, aumentar o calor, compactar, etc. Um estresse é algo que vem perturbar o estado de permanência ou a homeostase de um organismo.

E ele pode ser tanto ambiental, biológico ou psíquico. Ambiental: a pessoa que passa o tempo todo no calor escaldante ou no frio congelante, respirando um ar poluído ou bebendo água, etc. O indivíduo que está o tempo todo com alguma infecção, inflamação, problema ou desajuste no corpo, isso também é um estresse crônico. E a parte psíquica também causa um estresse crônico. Não só no cérebro, mas o cérebro, comandando o restante do corpo, gera um estresse também.

O estresse crônico é responsável pelo envelhecimento dos neurônios e consequentemente do corpo, em uma velocidade absurda. E isso, hoje, é extremamente bem documentado. Todo mundo já ouviu falar que a pessoa embranqueceu os cabelos de preocupação, que são as rugas de preocupação. E isso é verdade, porque são consequências físicas que o corpo acaba ganhando e não volta atrás, por ela estar vivenciando um estresse crônico.
Vivenciar um estresse agudo, de um momento, faz parte da vida e temos que saber lidar com isso. Mas precisamos saber escolher uma vida que não seja um estresse crônico e contínuo, pois causa um envelhecimento do corpo e do cérebro. E isso parte da escolha da pessoa, do que ela quer para si.

Medicamentos e Suplementos

Primeiro de tudo, não existe medicamento que retarde o envelhecimento. Não há uma coisa definitiva, porque o envelhecimento, biologicamente falando, tem uma gama de aspectos e não existe um medicamento único que seja a fonte da juventude, pelo menos não ainda.

Mas há potenciais formas de termos intervenções, como alguns medicamentos que estão sendo pesquisados nesse aspecto. Lógico que para manter a juventude está toda uma indústria da cosmética trazendo proteínas, técnicas e injeções, porém, isso não necessariamente é retardar a biologia do envelhecimento.

Já existem abordagens a respeito do estresse oxidativo, que está relacionado, fundamentalmente, com as mitocôndrias. E há algumas coisas que têm isso, como a Vitamina C, outros elementos que reduzem os radicais livres e alguns suplementos… Mas isso é algo nutricional e não definitivo. O que parece que vai vir forte mesmo é a atuação nas vias da glicose e da insulina, e dos análogos de glucagon.

Tem pesquisas com os análogos de glucagon, como os das marcas Victoza, Saxenda e várias outras que produzem o liraglutide, por exemplo. Estes são medicamentos para diabetes que ajudam a diminuir o nível glicêmico e atuam de forma semelhante ao hormônio glucagon, reduzindo o nível de insulina do corpo também.

Em estudos com pacientes neurológicos, com doenças degenerativas, mostraram que pacientes parkinsonianos que utilizam análogos de glucagon versus aqueles que usam placebo, a evolução da Doença de Parkinson é mais lenta nas pessoas que utilizam o análogo de glucagon.

Parece que isso está relacionado a uma melhor sinalização da via da insulina nas células neurais e nas células corporais como um todo. Existem também estudos apontando que o análogo de glucagon é o que mais reduz a mortalidade global do que todos os medicamentos para diabetes. E isso é muito benéfico como um todo.

E aparentemente vai ter uma pesquisa a respeito da SOMATOMEDINA C, que também atua nas vias de sinalização da reprodução celular. Mas, isso tudo ainda são promessas. Ninguém pode sair comprando Victoza e ficar aplicando, achando que vai ficar mais jovem por conta disso. Mas, existem pesquisas nesse sentido e que são promissoras. E se já vai abrir esse campo, muito provavelmente vão surgir vários outros mais.

E o futuro da medicina antienvelhecimento é próspero, porque isso é uma demanda. A população vai envelhecer cada vez mais e é demanda dela não ter as mazelas da velhice e envelhecer com saúde.

Caso conheça alguém que deseja envelhecer de forma saudável, envie o link deste artigo para ele e dê aquele like. Pois conhecimento, quanto mais compartilhado, melhor para todos.

Assista as explicações do Dr Willian Rezende, no vídeo abaixo:

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Sobre o Autor:
Willian Rezende do Carmo

CRM: 160.140
RQE: 50.546

Fundador da clínica Regenerati. Médico do Sirio Libanes, BP Mirante e Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Neurologista especializado em dor, sono e disturbio do movimento (Parkinson e tremor).











Gostou do artigo? Deixe o seu comentário:

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Não é permitida publicidade (links, banners, etc) na plataforma. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?