Catalepsia

Catalepsia – Saiba Mais


A catalepsia é um estado de rigidez muscular e diminuição da sensibilidade à dor. Também chamada flexibilidade cerosa, esta é um dos sintomas menos comuns da catatonia (um estado de aparente falta de resposta a estímulos externos em um paciente que parece estar acordado).

Neste artigo, saiba mais sobre a catalepsia, suas causas, sintomas, tratamentos e cuidados necessários.

Compreenda a Catalepsia

Catalepsia é caracterizada por inatividade, diminuição da capacidade de resposta a estímulos e uma tendência a manter uma postura imóvel.

Frequentemente, os sinais vitais da pessoa, como respiração e batimento cardíaco, caem para níveis muito baixos, de modo que são quase indetectáveis, mesmo pelos médicos.

A condição pode lembrar desfalecimento ou até mesmo morte. Mas a pessoa permanece consciente o tempo todo, apesar de estar imóvel e com os membros rígidos.

Causas

Os especialistas não têm certeza de porque a catalepsia acontece. Algumas imagens do cérebro mostram que pessoas com catalepsia têm problemas na área que controla o movimento muscular.

Seus genes e sistema imunológico também podem desempenhar um papel. Entretanto, mais pesquisas são necessárias para compreender com certeza.

A catalepsia nunca está presente desde o nascimento. As pessoas desenvolvem a condição com o passar do tempo (devido a uma predisposição genética) ou devido à utilização de medicamentos que favorecem seu desenvolvimento.

Pessoas que desenvolvem catalepsia têm uma menor atividade do neurotransmissor Gaba no cérebro e do receptor dopaminérgico D2 (o alvo de antipsicóticos como haldol), além de uma maior atividade do receptor NMDA (o alvo de medicamentos com a quetamina).

Condições Associadas

Muitas vezes, a condição é vista como um sintoma de distúrbios psiquiátricos que envolvem síndromes cerebrais físicas, como esquizofrenia, epilepsia ou doença de Parkinson.

Intoxicação por medicamentos que causam parkinsonismo (como haloperidol) e abstinência de medicamentos excitatórios, como cocaína e quetamina, também podem causar o sintoma.

Além disso, pode ocorrer como efeito de um trauma e choque emocional grave.

Algumas pessoas alegam ser possível induzir catalepsia através de hipnose. No entanto, estes são relatos anedóticos.

Catalepsia x Cataplexia

É importante atentar-se à diferença que existe entre o estado de catalepsia e o de cataplexia.

Cataplexia é a paralisia associada à narcolepsia, um distúrbio do sono. Ela causa uma perda súbita dos movimentos do corpo. A pessoa acredita que está dormindo, mas na verdade ela está paralisada e seus músculos estão flácidos.

Histórico

Já aconteceram alguns casos de pessoas com catalepsia que foram enterradas vivas, especialmente nos séculos passados, quando a medicina era mais limitada e com poucos recursos e exames para comprovar a morte.

Nos anos 1970, um caso que viralizou foi o do ator Sérgio Cardoso. Mas em pleno século XXI, em 2014, uma idosa que sofria de demência senil avançada entrou em estado de catalepsia e sua frequência cardíaca ficou extremamente baixa. Sua equipe médica não conseguiu detectar a pulsação e declarou óbito. Algumas horas depois, ela começou a se mexer no saco funerário no necrotério.

É importante considerar que é muito difícil este tipo de situação acontecer. Em casos como desta senhora com demência, podem ser realizados exames, como um eletrocardiograma, para confirmar se realmente houve o óbito.

Tratando e Lidando com a Condição

É possível tratar ou controlar os sintomas, mas isso depende totalmente de qual é a causa.

No caso da síndrome parkinsoniana, podemos administrar levodopa e outros medicamentos que estimulam a ação da dopamina.

Doenças epilépticas podem ser tratadas com medicamentos antiepilépticos.

Em caso de intoxicação por antipsicóticos, podemos tomar medidas de desintoxicação medicamentosa, como lavagem gástrica, administração de antídoto (caso exista) ou então diálise (caso o medicamento seja dialisável).

Catalepsia de natureza psiquiátrica pode ser revertida com um estímulo vigoroso, seja de dor ou mesmo obstrução temporária das vias da respiração, o que vai forçar a pessoa a reagir.

A catalepsia pode modificar a expectativa de vida de uma pessoa, especialmente se ela for idosa e ficar sozinha.

O risco é de que ela entre em estado cataléptico e fique desidratada e desnutrida, gerando alguma outra complicação grave e ameaçadora à vida.

Neste infográfico, resumimos os conceitos principais da catalepsia:

Catalepsia

Mais Informações sobre Catalepsia na Internet:

Sobre o Autor:
Willian Rezende do Carmo

CRM: 160.140
RQE: 50.546

Fundador da clínica Regenerati. Médico do Sirio Libanes, BP Mirante e Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Neurologista especializado em dor, sono e disturbio do movimento (Parkinson e tremor).










Gostou do artigo? Deixe o seu comentário:

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Não é permitida publicidade (links, banners, etc) na plataforma. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?