Aneurisma Cerebral

O aneurisma é uma fragilidade da parede da artéria que quando se rompe, ocasiona um sangramento.

Rompimento do aneurisma

O cérebro é envolto por uma membrana chamada de meninge. O sangramento causado pelo rompimento do aneurisma, causa uma grande irritação na meninge. Tal irritação causa uma dor de cabeça muito atípica, devido a sua proporção.

Após o rompimento do aneurisma, o paciente pode apresentar piora, sendo assim, são necessários diversos cuidados com o paciente. É importante ressaltar a gravidade do fato, pois, aproximadamente vinte e cinco por cento daqueles que sofrem o rompimento, falecem logo em um primeiro momento. Além disso, grande parte dos demais pacientes permanecem em estado grave após o acontecimento.

Existe uma porcentagem de pacientes que não são tratados logo após o rompimento, ou seja, são tratados em um momento que não é o adequado, o que gera complicações ao estado clínico do paciente. São complicações, por exemplo, dores de cabeça intensas, piora no estado neurológico que pode evoluir para coma, hidrocefalia, estreitamento das artérias cerebrais que podem causar isquemias cerebrais graves.

Aneurisma

Sendo assim, o diagnóstico precoce desta patologia é muito importante pois a sua prevalência é muito grande. Estima-se que, hoje, nos Estados Unidos existam seis milhões de pessoas que tem aneurisma cerebral e não sabem. Contudo, o tratamento é muito mais fácil e eficaz para o paciente quando o aneurisma não se rompeu.

ATUALMENTE DE 2% A 5% DA POPULAÇÃO MUNDIAL TEM ANEURISMAS CEREBRAIS

Atualmente de dois a cinco por cento da população mundial tem aneurismas cerebrais e não sabe.

Existem tipos específicos de aneurismas, como por exemplo o sacular, o fusiforme e o tipo blister.

3 TIPOS DE ANEURISMAS

O aneurisma é assintomático, normalmente tem entre três a seis milímetros e muitas vezes é diagnosticado de forma incidental.

O diagnóstico é feito por meio de exames de imagem, como por exemplo, por meio de uma angiotomografia ou angioressonância, que são exames não invasivos. Ou seja, o diagnóstico do aneurisma se dá por meio de exames de imagem do sistema nervoso.

O ANEURISMA DÁ DOR DE CABEÇA?

O aneurisma só causa dor de cabeça quando ele se rompe, ou seja, quando ocorre sangramento.

Existem acidentes vasculares isquêmicos e acidentes vasculares hemorrágicos. O rompimento do aneurisma é classificado como um acidente vascular encefálico hemorrágico. Segundo estudos, aproximadamente quinhentas mil pessoas sofrem com esse tipo de acidente vascular em um ano.

Sangramento causado pelo aneurisma

QUEM TEM MAIS PREVALÊNCIA DE TER UM ANEURISMA?

A prevalência do aneurisma é analisada mediante dois fatores, os modificáveis e os não modificáveis. Os fatores não modificáveis são os genéticos. Ou seja, todos os parentes de primeiro grau de um paciente que tenha aneurisma cerebral precisam investigar por meio de exame de imagem se também possuem, pois, é muito comum que também tenham.

O tabagismo, o etilismo crônico e algumas doenças do tecido conjuntivo, também são causas para o aneurisma cerebral.

RINS POLICÍSTICOS

Os portadores de rins policísticos têm que investigar se possuem aneurisma cerebral, devido a alta incidência nesses pacientes.

DIAGNOSTICADO O ANEURISMA, É NECESSÁRIO FAZER TRATAMENTO?

Nem sempre um aneurisma requer tratamento. Fatores como o tamanho, por exemplo, são levados em consideração pelo médico para decidir se há ou não necessidade de intervenção.

Um aneurisma de até três milímetros, normalmente, não precisa de tratamento, mas sim de acompanhamento médico. Contudo, aneurismas maiores precisam de tratamento. Porém, o prognóstico é positivo quando o quadro é tratado da forma correta desde o início.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE TRATAMENTO?

São duas as formas de tratar o aneurisma cerebral. Primeiro, existe o tratamento cirúrgico, chamado de craniotomia, ou seja, uma cirurgia no crânio. Esse foi o primeiro tratamento da história para aneurisma, surgiu na década de sessenta.

Em 1991 surgiu o tratamento endovascular. Atualmente na Europa, cerca de noventa por cento dos aneurismas são tratados por meio deste procedimento. No Brasil e nos Estados Unidos, cinquenta por cento são tratados por meio endovascular e a outra metade, por meio de cirurgia no crânio.

O tratamento depende da avaliação médica. Somente o médico pode analisar qual a melhor forma de tratamento para cada caso.

SINTOMAS

Uma dor de cabeça nunca sentida antes, que fuja totalmente do padrão de dor do paciente. Neste caso, é necessário buscar ajuda médica rapidamente para receber o auxílio médico necessário.

 

Autor: Felipe Vilar Silva

 








Gostou do artigo? Deixe o seu comentário:

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Não é permitida publicidade (links, banners, etc) na plataforma. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?