Pesadelos

Pesadelos – O que Podem ser Pesadelos Constantes


Se você é ou conhece uma pessoa que tem pesadelos constantes, fica até preocupada de dormir porque certamente virão pesadelos, fique até o final deste artigo que a psicóloga clínica especialista em Sono, Eliane Aversa, que trabalha com Terapia Cognitivo-Comportamental para atendimentos de adultos, casais e distúrbios do sono, principalmente no que se refere às insônias, e atende na Clínica Regenerati, vai abordar sobre esse tema.

O que são Pesadelos?

Hoje, nós vamos explicar sobre um assunto bem interessante das pessoas e também bastante frequente que é pesadelos. O que são pesadelos? São descritos como sonhos muito reais, chamados de sonhos vívidos, de conteúdo muito perturbador, envolvendo ameaça à sobrevivência ou à segurança das pessoas, e que frequentemente causam emoções negativas tanto de ansiedade quanto de medo.

Classificação na Medicina do Sono

O pesadelo entra em um quadro na Medicina do Sono, nos distúrbios descritos do sono, como parassonias. O que são parassonias? São comportamentos, movimentos ou eventos psicológicos anormais que acontecem durante o sono, podendo ser no início, durante o processo do sono mesmo ou ao despertar.

Os sistemas nervoso e motor ficam totalmente envolvidos e começam a ter reações no próprio corpo, que seriam uma taquicardia, respiração ofegante e outras emoções ruins que acontecem ao despertar, quando se acorda de um pesadelo.

Teste de Insônia
Teste que tem objetivo de quantificar o grau de insônia da pessoa.

Tipos de Parassonias

São considerados parassonias não só o pesadelo como também bruxismo, que é o ranger de dentes; sonilóquio, muitas pessoas experimentam, que é falar dormindo, acontece bastante em crianças.

Paralisia do sono, quando uma pessoa acorda e uma parte dela não consegue se movimentar e ela tem já uma consciência que está acordando; e o próprio sonambulismo, que acontece bastante em crianças também, na juventude, que seria andar pela casa, depois dormir e não se lembrar de nenhum acontecimento.

Características do Sono

Em média, uma pessoa que dorme de oito a nove horas por dia, faz uns cinco ou seis ciclos, estágios de sono durante a noite. E, em média, temos um sono superficial, que é chamado de estágio I; depois, passamos para o estágio II e vamos para o sono de ondas lentas, que é um sono profundo.

Casei com um profissional do ronco... E agora ?
Este livro conta a jornada de uma esposa que sofre com o ronco de seu marido e como que ela fez para lidar com a Apneia do Sono de seu marido.

Então, se fazemos esse tipo de distribuição, que é chamada de arquitetura do sono, várias vezes por noite, pelo menos, podemos contar que tem uma chance de sonhar em cada ciclo, que ocorre no sono REM, onde acontecem os movimentos rápidos dos olhos – é nessa hora que nós estamos sonhando.

O sono de ondas lentas, o sono de ondas profundas, de sono reparador, tem um predomínio na primeira metade da noite. Em compensação, os sonhos têm um predomínio na segunda metade da noite e seriam os sonhos normais ou também pesadelos.

Como Ocorrem os Pesadelos?

Os pesadelos, normalmente, são muito associados com sentimentos negativos, que chamamos de ansiedade, estresse ou medo, que fazem a pessoa acordar repentinamente.

Insônia é algo mais sério do que você imagina!
Dormir mal pode tornar a sua vida um caos. Agende uma consulta e torne suas noites mais pacíficas.

Como explicamos, são muito comuns em crianças e adolescentes, mas não quer dizer que não possam ocorrer em qualquer fase da idade adulta ou na parte de velhice mesmo.

Eles não têm uma causa específica, mas têm alguns gatilhos que, normalmente, estão associados. Então, esses sentimentos negativos que carregam, ligados aos eventos estressantes, geralmente são considerados o principal gatilho de pesadelos.

Tratamento

Atividades diurnas, durante a rotina de dia, de trabalho, de estudo, exercícios físicos podem diminuir bastante a ocorrência de pesadelos, diminuindo também a quantidade desse sono REM.

Características dos Pesadelos

Existe uma diferença entre você ter um sonho ruim e também ter pesadelos. Então, quando se tem muita frequência desses pesadelos, é chamado de transtorno do pesadelo. Logo, pode até se incluir uma medicação e iniciar uma terapia e um treinamento para domar um pouco mais esses sonhos ruins.

Segundo uma teoria psicanalítica, que tem estudos, assim, enormes sobre sonhos, a função do sonho é a de realizar desejos mesmo durante o pesadelo, em que o sonhador é exposto aos eventos temidos.

Por isso, quando nós sonhamos ou durante o dia, lidamos com a nossa censura, os nossos valores, algumas coisas não são permitidas, mas ao sonhar, você tem essa censura rebaixada e o inconsciente se manifesta.

Então, dentro disso, pode sonhar com muitas coisas, pode realizar muitas coisas. Até em forma de pesadelos, algumas angústias saem para você trabalhar – com algumas coisas que são desagradáveis e que estão dentro do seu inconsciente.

Segundo uma linha, além da Medicina do Sono, existe uma abordagem da psicologia que também olha para os sonhos e pesadelos dessa forma.

Igualmente existem pessoas que são muito propensas às alucinações que também podem ter sonhos e pesadelos bastante frequentes, como os psicóticos, por exemplo.

Mas o que acontece? A interpretação de um psicótico em relação ao sonho é a de que não foi um sonho, foram mensagens persecutórias, por exemplo, que foram dadas através do sonho para a própria pessoa. Então, a preocupação, os pensamentos repetitivos diurnos podem ativar o conteúdo perturbador dos sonhos e aumentar as chances e a gravidade desses pesadelos.

A maior duração do sono mostrou uma associação forte e consistente com a ocorrência de pesadelos. Logo, se uma pessoa insiste em ficar na cama e dorme muito mais do que a quantidade de horas suficientes para ela, os estudos mostraram que é bem possível ter pesadelos ao longo desse sono bastante prolongado, porque pode diminuir o sono e aumentar o pesadelo.

Ao mesmo tempo, é importante diferenciar os episódios de pesadelo dos Transtornos do Pesadelo, que seriam o quê? Um distúrbio que pode exigir até acompanhamento médico e tratamento, e é um problema mais psiquiátrico, que surge quando os pesadelos são tão frequentes que interferem negativamente na qualidade de vida do paciente.

Então, isso é para vocês terem uma noção do que é sono, pesadelo, Transtorno de Pesadelos e o que são as parassonias que ocorrem muito com muitas pessoas – bastante frequente e descrito.

Caso você se sinta identificado com um ou mais desses critérios, com esses sintomas, esteja apresentando episódios de pesadelos muito frequentes e/ou perceba que estão atrapalhando muito a sua vida cotidiana, é importante procurar os especialistas em Medicina do Sono, que vão ser as pessoas mais recomendadas para orientar e propor tratamentos para esses ou outros problemas que possam ocorrer diretamente no seu sono.

Assista ao vídeo e saiba mais:

Espero ter ajudado. E se gostou deste artigo, deixe seus comentários, que ficamos à disposição.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Sobre o Autor:
Eliane Aversa Lopes

CRP: 06/10.857

Psicóloga da UNIFESP. Especialista no setor de distúrbios do sono, Psicoterapia Cognitiva-Comportamental, Tabagismo e Terapia de casais.









Gostou do artigo? Deixe o seu comentário:

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Não é permitida publicidade (links, banners, etc) na plataforma. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Entre em contato pelo WhatsApp! (11) 96581-5547
Porquê vale a pena um médico particular ?
Porquê fazer um exame no particular ?